POSTAGENS



17 maio 2010

fui vitima da sua paixão sem poder me defender

Sinto um arrepio no meu corpo quando lembro do seu toque
de como você me dominava e me fazia tua, complentamente tua.

Saudade das noites em que meu corpo encontrava o seu
na magia do amor entre nos dois
insaciavéis como uma eterna loucura de desejos.

Me entreguei completamente a você
como um manjar para saciar a tua sede
e fui vitima da sua paixão sem poder me defender...
Postar um comentário